quarta-feira, 29 de junho de 2011

Fanfinction- "A nova Era" Capítulo 15- Uma noite atribulada

A noite ia avançando rapidamente. Eu e o Inuyasha estávamos a divertimo-nos muito. A Kotomi e o Hiroshi como eu adivinhei eles eram um par. A Yuuki estava com um rapaz que não era da escola. O Inuyasha não percebia nada do que estava a acontecer na festa, era a primeira vez que ele dançava assim.
- Queres comer alguma coisa?
(Inuyasha)- Quero beber alguma coisa. Tenho a garganta seca demais. Está aqui muito abafado.
- Eu vou buscar sumos.
Reparei que ainda tinha os dedos entrelaçados aos dele. Não queria deixar de estar assim, mas para ir buscar alguma coisa para beber tinha de o largar. Dirigi-me à mesa das bebidas. Enchi dois copos. Ao meu lado a Izumi começou a falar comigo.
(Izumi) - Aquele rapaz é meio estranho, nunca o tinha visto aqui na escola. Tu conhece-lo?
- Sim. É o meu par do baile. E não é assim tão estranho, tem as suas manias.
(Izumi) - Pois. Mas ele é diferente dos outros. Ele tem um cabelo enorme. Maior que o teu. Quer dizer também não é difícil, já que o cortas-te todo torto.
-Já acabaste? A tua voz está a fazer-me um zumbido nos ouvidos irritante.
Agarrei nos copos e dirigi-me novamente para ao pé do Inuyasha.
- Toma. É de laranja.
(Inuyasha) - Obrigada.
Já se tinham passado algumas horas. A música extremamente alta. Não ouvia a voz do Inuyasha. Mesmo que ele estivesse ao meu lado o tempo todo. O ginásio estava lotado. Estava a transbordar de gente, que quase já estava a cair para fora das portas. Já passava da meia-noite. Já começava a ficar farta daquilo. Falei ao ouvido do Inuyasha para que ele me pudesse ouvir “Vou lá para fora. Queres vir?” ele acenou com a cabeça. Eu dei-lhe a mão e arrastei-o para fora dali. Ao passar pela mesa das bebidas um rapaz veio contra mim empurrando-me para cima da enorme mesa deixando-me cheia pela bebida que se encontrava em cima da mesa. O vestido estava encharcado. Sacudi-me e voltei a caminhar até à saída. Os risos parvos da Izumi e das suas amiguinhas patéticas, criavam raiva dentro de mim. “Caiu em cima da mesa. Desastrada.” Estas palavras repetiam-se vezes sem conta dentro da minha cabeça.
Ao chegar à rua, o ar fresco entrava pelo meu cabelo fazendo-o balançar de um lado para o outro. Sentamo-nos nos degraus da entrada. Permanecemos calados. Tinha conseguido arruinar outra noite.
(Inuyasha)- Queres ir embora?
- Se quiseres.
Ele levantou-se e estendeu-me a mão. Eu agarrei-a. Ele tirou o casaco ficando com a camisa de manga curta branca que também pertencia ao meu pai, por cima do corpo. Estendeu-me o casaco pelos ombros aconchegando-me.
Tínhamos de ir a pé até à estação de metro, pois aquela hora não havia autocarros até lá. O caminho era longo mas fazia-se bem a pé. Demorávamos meia hora ou mais. O Inuyasha caminhava ao meu lado sem dizer nada. O seu braço permanecia por cima dos meus ombros. Queria que aquele momento durasse bastante tempo. Queria ficar sempre assim com ele. Queria que ele fosse meu. “Quero ficar com ele. Era bom, não era?”
O metro parou à nossa frente. Entramos dentro dele. Ele ia praticamente vazio. Havia algumas pessoas aqui ou ali mas ninguém que eu conhecesse. A Kotomi e os outros ainda tinham ficado na festa. O meu telemóvel tocou dentro da bolsa. Tirei-o de dentro dela e atendi a chamada. Era ela.
-O que queres sua chata?
(Kotomi)- Onde te enfias-te?
-No metro para casa.
(Kotomi)- Então? Estão agora a dizer quem era a rapariga e o rapaz mais bonita/o da festa. Podias ter ficado.
-Olha eu não sou de certeza.
(Kotomi)- Mas já o teu colega Inuyasha ou lá o quê pode ser escolhido.
-Talvez. Mas nem sabem o nome dele.
(Kotomi)- Sabem o teu. Basta dizerem parceiro da MADAME Tsuki ficou em primeiro lugar.
-Madame? Por favor. Talvez ele seja nomeado, mas para terceiro lugar. O Kenjiro vai ficar em primeiro. As raparigas vão votar nele.
(Kotomi)- Está bem mas o teu par também ficou bem cobiçado entre as raparigas. Estão aqui a comentar Onde é que o par daquela deslocada da Tsuki foi? Ele era tão bonito. Queria por conversa com ele. Etc…
-DESLOCADA? Chamaste-me deslocada por acaso? Eu pareço-te descolada.
(Kotomi)- Olha lá não fui eu. Foi a tua querida inimiga Izumi. Ela é que queria roubar-te o namorado.
-Primeiro ele não é meu namorado ou coisa alguma. Segundo ela é apenas quilo que eu chamo “uma pessoa na qual a inteligência é pouca” e terceiro ela é uma falsa, primeiro disse que ele era esquisito agora já disse isso.
(Kotomi)- Olha vou desligar, depois digo-te alguma coisa. Ok?
-Ok. Beijo.
(Kotomi)- Beijo.
Ela desligou a chamada. Guardei o telemóvel dentro da bolsa.
-Deslocada, essa ficou-me presa. Quem pensa ela que é.
Chegámos a casa. Eu dirigi-me para o quarto e despi o vestido, vesti uns calções e uma t-shirt.
-Hoje dormimos aqui. Está bem Inuyasha?
Olhei para trás e ele já estava na cama a dormir.
Deitei-me ao seu lado. Ele puxou-me para ao pé de si e adormecemos juntos um ao outro. Ele com a sua mão na minha cara a mexer-me no cabelo. O seu calor era aconchegado e doce assim como o seu aroma.  “Adoro-te muito, queria dizer-te isso hoje mas não consegui.”

Amanhã eu posto o desenho deste capitulo. Ele já está quase feito. Espero que gostem do capitulo. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Número total de visualizações de página